Sites vendedores

Quando uma pessoa acessa o seu site, ela geralmente está procurando soluções para seus problemas. O problema pode ser uma dúvida sobre:
  • como um produto/ serviço pode ser utilizado,

  • como ele pode resolver um problema específico da pessoa,

  • se ele é adequado tecnicamente para a necessidade dessa pessoa,

  • se existe algum produto/serviço que a pessoa está procurando,

  • e mais uma infinidade de questões.
Depois disso, podem ocorrer duas situações:

1. Seus produtos/serviços não estão claramente dizendo o que o cliente vai ganhar com a aquisição deles. Então, ele vai deixar o seu site em busca de outro que lhe responda e reduza as incertezas.

2. O internauta entra no seu site e rapidamente encontra a resposta (existe ou não existe o que procura). Ele pode sair do seu site e deixar para resolver o problema depois.
Acontece que, muitas vezes, esse internauta pode depois não voltar ao seu site.
Se você fez o 'dever de casa' tendo um site que educa o visitante e esclarece suas dúvidas, o próximo passo é inspirar confiança para que o visitante deixe seu contato.

Para tanto, devemos ajudar o internauta a ter os esclarecimentos que procura, disponibilizando:
  • Estudos de caso;

  • Artigos;

  • Papers educativos em forma de PDFs para baixar;

  • Vídeos educativos.
No meio das ferramentas acima, então, pode-se colocar as “chamadas” (com links) para gerar ação no visitante como:
  • Contate-nos;

  • Peça uma demonstração (consulta grátis);

  • Free Trial;

  • Promoções (Compre hoje e ganhe x % de desconto).

O caso TOKKE

Para quem não acredita, não são poucas as vezes que apenas um pequeno detalhe pode fazer toda a diferença.

A Tokke Tratamento Corporal, um antigo parceiro, hoje é um caso de sucesso partindo do nada! No começo, eles tinham apenas uma pequena sala em um local ermo de Jacarepaguá, um telefone, um PC e um site.

Começaram a ligar corajosamente para vários telefones de empresas sem ao menos conhecer alguma pessoa ou serem indicados por alguém.

A estratégia era simples, mas era uma estratégia (talvez a única possível na época)! Ligar para as pessoas e pedir que visitassem o site da Tokke.

Quando cheguei, estavam obtendo uma taxa de retorno das ligações próxima ao zero. Ao entrar no site, percebi que ele estava levemente confuso e não explicava exatamente o que a Tokke era e o que fazia, apesar de todos os serviços estarem descritos e ilustrados.

O que fiz:

- Desenvolvi uma chamada de duas linhas explicando o que a Tokke era e fazia e o que seus clientes ganhariam contratando os serviços da empresa (em outras palavras, uma sentença de benefícios ou uma PUV – Proposição Única de Venda).

- Não alterei o conteúdo dos textos: apenas mudei a ordem de alguns parágrafos (jogando uns para o meio do texto, outros para abrirem o texto de determinadas páginas). Também cortei alguns trechos e colei em outras páginas do site.

- Alterei a seqüência das páginas, colocando em uma ordem diferente da que estavam inicialmente distribuídas pelo site.

Resultado imediato:

- 80% das empresas contactadas retornaram a ligação depois de visitarem o site.

Hoje, a Tokke é bem conhecida pelo seu público-alvo (diretores de RH de grandes empresas) e fez um novo site (http://www.tokke.com.br/).

Desenvolvendo sua PUV


Veja as questões básicas para desenvolver sua PUV (Proposição Única de Venda).

  • Quem são meus clientes (qual o problema deles)?
  • Qual problema eu resolvo?
  • Como eu resolvo?

Estas questões também devem, se possível, responder a seguinte questão: porque garanto a qualidade dos meus produtos/serviços?

Fico devendo mais posts sobre o assunto, ok? Se você quiser, posso desenvolver um post utilizando o exemplo para sua empresa. Assim, você vai ganhar um PUV de graça, o que vai refletir diretamente - garanto - na taxa de conversão de clientes do seu site!

Aguardo seu envio!

3 comentários:

Massas Artesanais disse...

Muito esclarecedor, por isso te solicito uma PUV sobre o site de minha empresa que faz pizzas e massas (delivery), aqui em São Paulo.
Obrigado,

João Giannella

PS. (o site ainda será desenvolvido)

Patrícia disse...

Oi Álvaro, gostei muito do seu post.
Tenho dois blogs tb aqui no blogspot, mas muito pouco acesso...

Abraço

Guilherme5 disse...

Álvaro, bom dia. Como disse o João: muito esclarecedor. Sou sócio de uma pequena empresa que "vende" empréstimos para servidores públicos e aposentados. A começar pelo nome da empresa, acho que teremos um sucesso.
Nome: Granalife
Frase midiática: Quer empréstimo? Pergunte-me como!
Produto: Empréstimo bancário consignado em folha/contracheque/beneficio INSS.
Público alvo: servidores públicos de todas as esferas.

Pode me ajudar com uma PUV adequada? Estou desenvolvendo o site.

Considerando o público alvo, será de uma página somente. Não é para explicar o produto, já que o tomador de empréstimo nessa modalidade já conhece. Uma página somente, com animação lenta e leve.

top