Quica e chuta a crise prá longe!

Estou oficialmente (he he he!) começando a série, que não sei de quantos posts será, sobre empresas e empreendedores que estão em crescimento e não estão nem aí para a tal da crise!

Um segmento que não para de crescer é o das franquias. Veja exemplo é trazido pelo Marcelo Cherto: Franquias continuam crescendo, com crise, ou sem crise (http://marcelocherto.blogspot.com/ 2009/02/franquias-continuam-crescendo-com-crise.html).

Em momentos de crise, devemos colocar nosso pensamento dentro da mente do consumidor e raciocinar em como eles querem/podem economizar sem deixar de consumir.

Segundo a revista de Domingo do JB (18/jan/09),

o Personal Brechó (www.flickr.com/photos/personalbrecho) já é um sucesso e recebe pedidos de todo o Brasil. Com somente um mês de funcionamento, o cliente faz o pagamento por doc ou boleto bancário, e recebe o produto em casa.

O charme, segundo o JB, são as fotos caseiras postadas no catálogo. Para mim, enquanto profissional de marketing, isso seria mais do que uma questão de charme. As fotos caseiras refletem (mesmo que não intencionalmente) o posicionamento da empresa: produtos garimpados e selecionados de forma criteriosa e com preços em conta.

O Personal Brechó pode aumentar o número de visitas utilizando o Mapa de Divulgação para Blog(http://comunicarevencer.blogspot.com/2009
/02/mapa-de-divulgacao-para-blog.html).

Outros segmentos que ganham com a crise são os dos psicólogos, das empresas de cobrança e também o dos executivos com mais idade (fique ligado nos próximos posts!).

Participe (!) nos dizendo outras oportunidades e segmentos que ganham com a crise ...

1 comentários:

Élio disse...

Alvaro,
Outro que ganha com a crise somos os consultores.
Abraços.
Élio J. B. Camargo

top