Há muito que as pessoas perceberam que apenas se exercitar para ficar com um corpo esteticamente bonito não basta. Um corpo todo definido pode não necessariamente representar saúde. E quando digo saúde, quero representá-la em sua completude: física, mental, emocional e espiritual.

Para atender a esse público – que é extremamente exigente – tem surgido novas opções no mercado de atividades físicas.

Como exemplo, destaco o Espaço T´ai, que é mais do que uma academia de atividades de Pilates e Yoga, além de outras atividades físicas conscientes. Ele pode ser considerado um espaço que o aluno tem para se dedicar ao seu bem-estar.

Com o objetivo de que seus alunos busquem o corpo em equilíbrio, até porque a palavra chinesa T’ai significa um perfeito equilíbrio entre céu e terra, eles dizem:

“Nossa equipe, formada por fisioterapeutas, bailarinos e professores de yoga, oferece diversos caminhos para estimular o auto-conhecimento através da prática corporal com aulas de Pilates, yoga, cpm, tai chi chuan, dança, alongamento, terapias e tratamentos a sua escolha”.


Espaço T´ai investe em seu blog

A grande vantagem de um blog em termos de marketing é o poder que ele dá ao negócio de se afastar da publicidade comum. Nele podem ser inseridos conteúdos como, por exemplo, estórias sobre a empresa, sobre seus clientes e sobre a interação dos clientes e público em geral com a própria empresa.

O Espaço T´ai posta em seu blog (www.espacotai.com.br/blog) o calendário de aulas, notas sobre aulas especiais/aulões, experiências compartilhadas e adquiridas durante as aulas e, também, reflexões sobre as épocas do ano, planejamentos que fazemos durante o ano, etc.

No post intitulado Mat Pilates (solo) ou Pilates com Aparelhos?”, Camila Raeder explica a diferença entre as duas modalidades.



Na verdade, como já disse outras vezes aqui no Comunicar, a produção de conteúdo sobre nossos produtos/serviços tende a ajudar nossos públicos:

- a entenderem o que a gente faz,

- ajudá-los a se ajudarem (descobrindo a melhor solução para o seu caso), e

- nos usar para que sejamos capazes de ajudá-los a entender o que somos para eles.

Na prática, é simples. Um conteúdo rico e bem feito vai gerar interação que, por sua vez, proporcionará o aparecimento de dúvidas e novas soluções dos dois lados; o que é muito sadio.


Blogs e Cultura da Convergência

Henry Jenkins, já tratado nesse blog, em seu livro, Cultura da Convergência (Editora Aleph), traz importantes insights do que está acontecendo em tempos de internet e mundo 2.0. Em cima disso, seguem duas dicas para que os blogs de academias tragam mais retorno:

- Incentivar alunos e professores a compartilharem experiências: 
Henry Jenkins: “Histórias são fundamentais em todas as culturas humanas, o principal meio pelo qual estruturamos, compartilhamos e compreendemos nossas experiências comuns. Em vez disso, estamos descobrindo novas estruturas narrativas, que criam complexidade ao expandirem a extensão das possibilidades narrativas em vez de seguirem um único caminho, com começo, meio e fim.

- O espaço T´ai pode descobrir necessidades ocultas dos clientes através de comentários que surjam após os posts no blog. Os comentários dos visitantes do blog podem ser incentivados em troca de sorteio de vale aulas, etc. Sobre isso, Jenkins fala o seguinte:

“Como a antiga cultura (...) dos bailes de celeiro, esta nova cultura vernácula incentiva a ampla participação, a criatividade alternativa e uma economia baseada em trocas e presentes. Isto é o que acontece quando os consumidores assumem o controle das mídias".

Projeto Toni Rodrigues: Percepção e Movimento


Um dos professores da T´ai é o Toni Rodrigues: bailarino, coreógrafo e professor de Mat Pilates (do qual sou seu aluno!).

O blog Toni Percepção e  Movimento (//tonipercepcaoemovimento.blogspot.com) é um projeto em que transcrevo para palavras e imagens a experiência e conhecimento do Toni, adquiridos em anos de vivências corporais durante suas atividades de dança e professor. O Toni é uma pessoa extremamente sensorial, o que facilita nosso diálogo na ‘extração’ e ‘tradução’ de conhecimentos para o formato de conteúdo.  

Agora posso perguntar com segurança: blogar é importante? 
top